Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Dia Mundial de Conscientização do Autismo
07/04/2021 08:28 em Novidades

Dia Mundial de Conscientização do Autismo

Por Rede Abracom

A ONU declarou, em 2008, o dia 2 de abril como o Dia Mundial da Conscientização do Autismo, a fim de chamar atenção à necessidade crescente de programas inovadores projetados para apoiar as pessoas autistas. O dia reconhece e divulga a conscientização sobre os direitos das pessoas no espectro.

A estimativa é que existam 70 milhões de pessoas autistas no mundo, sendo 2 milhões delas no Brasil.

Alguns dizem que o Transtorno do Espectro Autista (TEA) resulta de uma desordem no desenvolvimento cerebral, outros dizem que se trata de uma neurodiversidade humana. Ele engloba diferentes características e graus de suporte, o que gerou diferentes nomenclaturas dentro do espectro, hoje já em desuso no DSM V e em breve em desuso no CID 11. Em geral, as pessoas autistas apresentam modificações na forma de comunicação, na interação social e no comportamento, o que por muito tempo foi considerado sintomas de uma doença, mas cada vez mais tem se falado de uma forma de experiência atípica, que engloba maneiras distintas e específicas de expressão e interação.

Além desses comportamentos essenciais, pessoas com TEA frequentemente têm outras condições coexistentes, como depressão, ansiedade, hipotonia, dispraxia, epilepsia, entre outras. Atualmente, não há suporte medicamentoso eficaz e específico para as principais dificuldades de pessoas autistas.

Cannabis e autismo: uma parceria que dá certo

Na última década, as pessoas autistas e suas famílias experimentaram cada vez mais o tratamento com Cannabis e produtos derivados. Estudos apontam que os canabinoides da planta auxiliam nas principais dificuldades cognitivas e de saúde associadas ao TEA.

Os pais de crianças no espectro autista e com epilepsia de difícil controle têm se tornado os grandes divulgadores dos benefícios da Cannabis como tratamento. Geralmente são os pais de crianças autistas grau 3 de suporte que mais divulgam sobre como dar Cannabis para seus filhos.

E por que a Cannabis tem resultados satisfatórios para autistas? Porque regula as funções e equilibra o organismo, contribuindo para a qualidade de vida e o melhor desenvolvimento de habilidades, ao minimizar desafios que envolvem as funções cognitivas, o processamento sensorial, a comunicação, as habilidades sociais e os níveis de estresse.

Atualmente, os dados pré-clínicos e clínicos apontam um potencial benefício entre algumas pessoas com TEA quando fazem uso da Cannabis como terapêutica.

Na Abrace, são milhares de associados que fazem uso do Óleo Esperança para melhorar a qualidade de vida de crianças ou adultos autistas.

Denize Cabral é uma das primeiras associadas, conheceu a Abrace em 2016 através de um grupo de mães, buscando um tratamento que pudesse ajudar sua filha Nayane. Diagnosticada com paralisia cerebral e TEA até hoje a menina faz tratamento com o Óleo Esperança, com muito sucesso.

Parece ser bastante comum essa experiência de as famílias chegarem à Abrace com seus filhos usando mais de cinco tipos de medicações alopáticas de fortes efeitos colareis sem resultados, como é o caso da Nayane. A mãe relatou que o tratamento não fazia efeito, ao contrário, deixou sequelas como a trombocitopenia medicamentosa (que é a contagem de plaquetas abaixo do limite normal) devido ao excesso de hipermedicalização.

O sorriso da menina mudou quando ela iniciou o tratamento com Cannabis. “Percebi claramente a mudança quando iniciei o tratamento com o Óleo Esperança da Abrace, foi nítida a mudança no sorriso da minha filha. Ela era uma criança apática, não sorria, não tinha opinião. Hoje minha filha sorri e interage graças à Cannabis”, conta Denize.

As doações podem ser feitas pelo link http://www.benfeitoria.com/abracenaopodeparar

COMENTÁRIOS